PORTOS & CIA: Entre a nova onda de privatizações voltou a ser cogitada a impraticável das Companhias Docas

22º ANIVERSÁRIO

Em novembro de 1996, pelas mãos do diretor da Aduaneiras, Carlos Serra, comecei a publicar a coluna, talvez a mais antiga da área econômica. Logo depois, em agosto de 1997, a coluna iniciava o destaque, que vem oferecendo a dois assuntos prioritários para o País: Portos e China. Noticiava a inauguração dos primeiros terminais privados - da empresa Hutchison, do bilionário Li Ka-Shing, nos portos de Cantão e Yangpu -, seguindo o plano de abertura de Deng Xiaoping. E também a entrada do primeiro navio mercante de Taiwan, o cargueiro Uni-Order, em porto da China, estabelecendo a relação comercial da ilha com o Continente. Atualmente, a China tornou-se não só líder do sistema portuário mundial como também o maior importador de produtos brasileiros (soja, minério, petróleo etc) e principal investidor.

EU E A CHINA

No concurso, sob o título acima - já noticiado pela Aduaneiras - promovido pela embaixada, situei-me entre os vencedores com a reportagem "Exemplo Emocionante", expressão a meu respeito em discurso do presidente Xi Jinping. Minha trajetória de divulgação da superpotência asiática começou em outubro de 1971 (três anos antes do reatamento). Nesses 47 anos, foram publicados mais de mil artigos/reportagens (parte em O Globo), além de dez livros (Aduaneiras), inclusive o intitulado "China, Origens da Humanidade".

PRIVATIZAÇÃO

Entre a nova onda de privatizações, em estudo pela equipe do futuro ministro Guedes, voltou a ser cogitada a impraticável das Companhias Docas. Assim, a coluna repete que, por absoluta conveniência da economia de mercado, a administração estatal dos grandes portos públicos tornou-se padrão universal. São, de fato, indelegáveis as funções de controle/fiscalização/arrecadação atribuídas a esses complexos, conforme verifiquei em pesquisa pessoal, com resultados publicados no livro "Dez Principais Portos do Mundo" (Aduaneiras/2013). São eles, por região: Xangai, Ningbo, Singapura e Hong Kong (na Asia); Roterdã, Antuérpia, Hamburgo e Le Havre (Europa) e Los Angeles e Nova York (América).

EXEMPLOS

Curiosamente, os maiores portos do mundo capitalista, Los Angeles (EUA) e Roterdã (Holanda), tiveram roteiro de formação semelhante. Ambos foram criados por empresa privada e depois, com o crescimento, foram passados aos respectivos governos, de forma diferente. Los Angeles, do controle do empresário Phineas Banning, passou para propriedade da entidade municipal Harbor Departament. E o grande porto holandês, do controle da famosa Companhia das Indias Ocidentais, para o da estatal/municipal Havenbedrijf Rotterdan NV.

RICUPERO

Pouco antes da eleição, o personagem altamente qualificado, Rubens Ricupero - ex-ministro da Fazenda e do Meio Ambiente, além de ex-embaixador nos EUA e secretário da UNCTAD - teceu críticas ao candidato presidencial, logo depois vencedor. Preliminarmente, ele declarou: "Nunca votei no PT". Em seguida, admitiu que a política ambiental proposta poderia deixar o Brasil mais pobre e isolado. Depois, abordando a política econômica, sobre a ameaça às relações com a China, o maior mercado para o Brasil, perguntou: "Vamos vender carne e soja para quem?". A propósito, espera-se que o presidente Jair não siga as más ideias do presidente Trump, como afastar-se da globalização, dos acordos e também dos ataques à imprensa. Para o bem do País, deveria, sim, seguir as boas, como manter o elevado intercâmbio comercial com a China e também o próspero turismo, que estimulado pela rede de 2 mil cassinos existente nos EUA, arrecadou (em 2017) US$ 40 bilhões de tributos, propiciando cerca de 1,8 milhão de empregos.

Data de publicação: 28/11/2018

Autor: CARLOS TAVARES DE OLIVEIRA
Jornalista e consultor de comércio exterior

Outros artigos

 
 
 
 
Av Paulista, 726, 5º andar - Cj. 506 - Bela Vista - 01310-100 - São Paulo/SP  Tels:(11) 3147-8100
Email: secretaria@clubedaancora.com.br           Facebook: http://www.facebook.com/ClubeDaAncora
Horário de funcionamento do Clube da Âncora : das 09:00 às 15:00