PORTOS & CIA: delegar ao Estado para administrar o Porto de Santos

GROSSERIA

O Sr. Olavo de Carvalho - guru da extrema direita -, em seu twitter, criticou fortemente o grupo de parlamentares do PSL (Partido do Governo), que visitou a China para conhecimento de tecnologia. Após repetir a surrada acusação de querer entregar ao governo chinês informações brasileiras, desferiu uma série de ofensas, - chamando esses 8 deputados e uma senadora de "idiotas, palhaços e semianalfabetos", terminando com um palavrão. Como assíduo colaborador deste frutífero intercâmbio com o maior parceiro importador e investidor - com a primeira reportagem em 1971, três anos antes do reatamento - sinto-me envergonhado e também ofendido. Que a superpotência asiática e seu governo, que gentilmente convidou o grupo, perdoem essa grosseria subdesenvolvida, partindo justamente de quem indicou o ministro das Relações Exteriores.

TRUMP/ENSINO

A entrada de estudantes estrangeiros nos EUA, em queda no governo Trump, em 2018, recuou 7% devido, evidentemente, à política contra os emigrantes e a globalização. Recentemente, o "The Washington Post" informou que as exportações educacionais americanas, em 2017, já haviam rendido US$ 34 bilhões, tanto quanto as exportações de soja, carvão e gás. Acrescentando que, com essa orientação, "Trump está dando um tiro no próprio pé".

RADIO CHINA

Integrada por rádio/Internet e revista (Fanzine), editada em 160 países/65 idiomas, a Radio China International (CRI), sem dúvida, com seus milhões de leitores/ouvintes tornou-se a maior empresa mundial de comunicação. Em rápida entrevista (a pedido), seu jovem correspondente no Rio, Guo Hao, quis saber minha opinião sobre relacionamento do governo Bolsonaro/China. Disse-lhe que após algumas impropriedades naturais de campanha, o presidente eleito havia moderado o tom, ao desejar comércio com todo o mundo "sem viés ideológico", conforme afirmou em Davos. O crédito está aberto, lembrando ao Guo que a melhor qualidade do capitão era sempre recuar para a posição certa.

DORIA/MESSIAS

Como bom paulistano - originário há 94 anos da antiga residencial rua Augusta -, conhecendo certas irregularidades, sinto-me na obrigação de sugerir ao governador João Doria duas medidas que, beneficiando o Estado e o País, poderiam ser reivindicadas ao presidente Jair. A primeira seria a delegação ao Estado para administrar o Porto de Santos, como a existente concedida ao Rio Grande do Sul e Paraná para controlar seus portos. A outra, de interesse nacional, seria a reabertura dos cassinos, que iria estimular frontalmente o turismo, aumentando a arrecadação e criando empregos.

CASSINOS/SANTOS

Curiosamente, foi em São Paulo (Santos) que teve origem o abominável Decreto nº 9.215/1946, que fechou 70 cassinos, desempregou 50 mil trabalhadores, causando incalculável prejuízo ao turismo/economia do País. A irascível última-dama, Dona Santinha, esposa do general-presidente Dutra, não podendo evitar que a filha Carmelita frequentasse o cassino do Parque Balneário Hotel, em Santos, resolveu pedir ao marido a proibição do jogo em todo o País. Além do mais, o nefasto Decreto é ilegal/inconstitucional, contendo entre outras barbaridades nos seus considerandos a inverdade "que a proibição consta da legislação penal de todos os povos cultos". Então, EUA, China, França, Itália, Alemanha, Portugal e outros não seriam povos cultos.

Data de publicação: 30/01/2019

Autor: CARLOS TAVARES DE OLIVEIRA
Jornalista e consultor de comércio exterior

Outros artigos

 
 
 
 
Av Paulista, 726, 5º andar - Cj. 506 - Bela Vista - 01310-100 - São Paulo/SP  Tels:(11) 3147-8100
Email: secretaria@clubedaancora.com.br           Facebook: http://www.facebook.com/ClubeDaAncora
Horário de funcionamento do Clube da Âncora : das 09:00 às 15:00