A importância da seleção do pessoal que ocupará os cargos sensíveis na organização

Ao implementar o sistema de gestão de controle em Conformidade ou Segurança Logística, ao realizar a rastreabilidade das mercadorias, ao elaborar e registrar a documentação dos processos, bem como, durante o processo de aperfeiçoamento de um sistema de gestão que é embasado no processo de melhoria contínua, identifica-se os CARGOS CRÍTICOS ou SENSÍVEIS que são ocupados por profissionais que trabalham em áreas sensíveis a ameaças e que podem afetar seriamente a segurança do processo para comércio exterior.

O programa de Operador Econômico Autorizado (OEA) orienta para que as empresas reconheçam os cargos críticos e mantenham uma gestão diferenciada nessas atividades, gerenciando constantemente tais riscos. Tal orientação advém de quem na atualidade, as organizações, se fundamentam cada vez mais, na obtenção, manuseio e transmissão de informação crítica ou relevante. Se determina também que as organizações possuem cada vez menos tempo para reagir e menores possibilidades de administrar riscos. Essa gestão da informação toma maior relevância quando profissionais de "cargos críticos" necessitam sinalizar sobre qualquer atividade ilícita que está ocorrendo internamente na organização.

O ponto de partida para qualquer processo de seleção de pessoal que ocupará um "cargo crítico ou sensível" deverá estar amparado em dados e informações que se tenha a respeito do cargo que será ocupado. Os processos de seleção devem se basear na demanda das especificações do cargo, com a finalidade de gerar maior objetividade e precisão para a escolha do profissional - informando os requisitos indispensáveis exigidos para a posição.

Nestes termos, a atividade de seleção configurará como um processo de comparação e decisão baseado na vulnerabilidade individual do profissional, no ambiente interno e na análise do ambiente social do candidato.

O principal objetivo quando se trata de selecionar os profissionais que ocuparão posições críticas ou sensíveis em uma organização, é que estas sejam as mais competentes no que se comprometem a fazer, para maximizar o rendimento e gerar menos vulnerabilidade às ameaças de corrupção ou outras que possam ser identificadas e que afetem o comércio exterior. Somente por meio de profissionais qualificados, com mais atributos éticos e com menos vulnerabilidades, uma organização conseguirá superar e tornar-se uma referência em seu mercado.

Em geral, pode-se dizer que o processo de seleção não deve fornecer apenas um diagnóstico, mas um prognóstico em relação a duas variáveis: capacidade e confiabilidade. A ética é a ciência da confiança de um profissional que ocupa uma posição crítica em uma organização.

Os critérios exigidos para os profissionais que ocupam posições críticas na organização são apresentados no Programa Brasileiro de Operador Econômico Autorizado (OEA) em quatro requisitos definidos: identificação de cargos sensíveis, seleção de pessoal para cargos sensíveis, acompanhamento de ocupantes de cargos sensíveis e desligamento de pessoal.

Também é apresentado no Anexo II da Instrução Normativa RFB nº 1.785, de 24 de janeiro de 2018, os critérios exigidos para a permanente qualificação desses profissionais, fator esse inerente ao processo de gestão do pessoal.

Por fim, ressaltamos a importância em selecionar os profissionais que ocuparão posições críticas na organização; este processo deverá ser baseado principalmente em CONFIANÇA. Servirá como base para análise e demonstração objetiva de indicadores de medição como:

· vulnerabilidade do profissional e do ambiente interno;

· capacidade profissional e desempenho;

· qualificação e desenvolvimento;

· incentivos e recompensas.

Data de publicação: 15/08/2018

Autor: DANIEL GOBBI COSTA
Graduado em Administração de Empresas e habilitação em Comércio Exterior, com especialização nas áreas de Logística, Qualidade e Gerenciamento de Projetos. Atua, desde 2007, em atividades de Auditoria e Consultoria nas áreas Logística e de Comércio Exterior participando de projetos de implementação e manutenção de controles internos. Professor da Devry do Brasil, unidade Metrocamp de Campinas.

Outros artigos

 
 
 
 
Av Paulista, 726, 5º andar - Cj. 506 - Bela Vista - 01310-100 - São Paulo/SP  Tels:(11) 3147-8100
Email: secretaria@clubedaancora.com.br           Facebook: http://www.facebook.com/ClubeDaAncora
Horário de funcionamento do Clube da Âncora : das 09:00 às 15:00